Congresso Mundial de Conservação da Natureza 2012 chega ao fim

Mais de 500 representantes de ONGs e governos de todo mundo estiveram reunidos no sábado naquele que foi o último dia do Congresso Mundial de Conservação, este ano a realizar-se na ilha de Jeju, Coreia do Sul.

Portugal foi representado neste importante fórum apenas pela Liga para a Proteção da Natureza (LPN), não estando o Governo Português representado. “É importante que Portugal não passe ao lado das grandes reuniões ambientais” afirma Carlos Teixeira, o delegado da LPN em Jeju. “Tendo em conta a enorme delegação oficial Portuguesa que esteve em junho no Rio de Janeiro na Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável esperávamos que o governo se tivesse feito representar num fórum destas dimensões” acrescentou o ambientalista Português.

Durante os primeiros cinco dias milhares de conservacionistas discutiram as mais diversas áreas do seu trabalho, desde a gestão de áreas protegidas à proteção de espécies emblemáticas como os elefantes e os rinocerontes. Passou-se depois à Assembleia dos Membros da União para a Conservação da Natureza (UICN), organização que organizou este evento e que conta com mais de 1100 membros entre governos e ONGs. Durante a assembleia foram votadas mais de 180 moções, propostas pelos vários membros, versando tópicos tão diversos como o desenvolvimento sustentável, a regulação da pesca ao tubarão e o apoio à conservação dos anfíbios.

A assembleia foi no entanto dominada pela controvérsia gerada em torno de uma moção levada à Assembleia de Membros sobre a construção de uma base naval na ilha de Jeju. Este projeto tem sido alvo de contestação por parte de grupos locais apesar de ter sido aprovado pelo Supremo Tribunal Coreano. Depois de uma alargada discussão a moção acabou por ser rejeitada apesar de uma clara maioria no setor das ONG’s, devido a não ter angariado o voto da maioria dos representantes governamentais.

Este congresso viu também a eleição de um novo presidente do UICN, o chinês Zhang Xinsheng, que sucede assim ao indiano Ashok Khosla no mais alto cargo da União. O Congresso Mundial da Conservação é organizado a cada quatro anos pela UICN, estando ainda por determinar onde será o próximo.

Texto publicado orginalmente em http://naturlink.sapo.pt/Noticias/Noticias/content/Congresso-Mundial-de-Conservacao-da-Natureza-2012-chega-ao-fim?bl=1

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: